03/04/2016

Livro x Filme: Insurgente

www.belapsicose.com
Semana passada eu fiz um vídeo comparando livro x filme de Divergente. Não sei se porque eu assisti o filme antes de ler o livro (ao contrário da situação de agora), mas gostei mais do filme pela primeira vez na vida, apesar de faltar várias coisas importantes, como sempre. Porém, estar aqui fazendo resenha escrita de Insurgente, é porque o livro venceu. E olhe, venceu disparado viu!

Como é uma continuação, é impossível não dar spoiler do final do livro anterior, mas já falei muitos no vídeo né? E como é um livro x filme, vou falar primeiro do livro e depois do filme, para que quem assistiu apenas o filme possa entender algumas coisas, mas te indico muito a leitura, que me consumiu e me fez terminar em menos de 24 horas.

Ele começa de onde parou, no trem. Todos vão pedir abrigo no setor da Amizade, o que sobrou da Abnegação está todo lá. Só que a facção pediu-lhes que não causassem confusão, nem brigas e etc, o que seria bem impossível para pessoas da Audácia, ainda mais com o insuportável do Peter. Mas não foram as brigas que os tiraram de lá...

Os carros da Erudição chegam para procurar refugiados da Abnegação, e encontrar nossos protagonistas, mas Tris os vê antes da chegada e bola um plano. Todos fingem que são da Amizade, mas claro, Quatro não consegue fingir animação a uma pergunta e entrega. Aí começam os tiros e a fuga, e o pior, é que Tris trava, não consegue atirar. Will, ela lembra. Mas consegue salvar logo quem de uma bala na cabeça? Peter.

Conseguem entrar no trem, mas eles estão cheios de gente armada. Os sem facção. Uma surpresa e tanto. Edward, o garoto que teve o olho furado por Peter está entre eles. Mas o que realmente os salva da morte nesse trem é o verdadeiro nome do Quatro. Tobias Eaton. Por que será?

A missão deles passa a encontrar a Audácia que não está aliada a Erudição e conseguir derrotá-los, mas eles são um pequeno grupo. Eu estou pulando várias coisas, pois não tem como citar tudo. Então se unem aos sem facção. E em meio a tudo isso, Tris ainda não conseguiu falar que matou Will e ela e Quatro estão distantes, cheios de segredos. Só conseguiu abrir a boca quando foi lhe dado soro da verdade, na sede da Franqueza, onde estava o resto da Audácia.

Nossa, como houveram acontecimentos. Invadiram a sede da Franqueza, Eric foi preso lá. A verdadeira Audácia resolveu que precisavam de novos líderes, Quatro e Tori foram dois dos escolhidos, eles julgam e matam Eric antes de voltar para casa, a sede deles. Jeanine usa os transmissores colocados durante o ataque à Franqueza para atingir Beatrice através da morte de uma pessoa, mesmo com Tobias pedindo que ela prometa que não vá ela vai. É submetida a vários testes para a pesquisa de um soro realmente eficaz a todos os Divergentes. Tobias não se importa e se entrega dizendo que se ela morrer ele também morre <3 Peter a ajuda a fugir depois de uma falsa morte. To falando, esse livro é adrenalina pura.
crescendocomosaumensch.blogspot.com
Antes da fuga da Amizade, Tris escutou uma conversa entre Marcus, pai de Tobias que odiamos, e a "líder" da Amizade. Ele falou que tinha uma coisa muito importante que a Abnegação estava tentando mostrar a todos, e antes que pudessem fazer isso, aconteceu a simulação que matou quase todos. Não revelou o que era.

Ela tentou falar isso pro Tobias, mas ele não confia no pai, óbvio, então brigou com ela e disse para ignorar. Mas nossa Tris é curiosa por natureza, e no dia do ataque ela reuniu algumas pessoas e foi atrás dessa informação. Encontraram-na e claro, foi classificada como traidora, principalmente por Tobias, pois ela havia se unido ao pai dele. Ironicamente, quem consegue a informação é ele, com a ajuda forçada de Caleb. E adivinhem qual o nome de uma das fundadoras do sistema mas que não passa no filme? 

Edith Prior. 

Como vocês puderam ler, não tem quase nada igual no filme. Não sei se realmente o entenderia se não fosse a leitura. O filme mostra uma Tris altamente forte, mas nós sabemos que ela estava tão fraca por conta da família e por matar seu amigo que ela tinha ataques de pânico só em sentir o cano de uma arma. Eu só pensava "não sei como ela tá aguentando, acho que morreria", e não me surpreendi quando ela disse que queria mesmo morrer. Quando acabamos de assistir meu esposo falou: preferi o primeiro. E realmente né... assisti Divergente três vezes numa semana. 

O filme pula tantas, mas tantas cenas que eu não consegui esconder minha frustração. Além dele deletar um personagem, Edward, que eu achei importante para a história. Aquela cena do trem, logo no começo, não existia uma briga, ele só falou seu nome e os sem facção responderam: estávamos procurando por você.

Resumindo depois de trezentos parágrafos, nota mil e um pro livro, maravilhoso, mal posso esperar para comprar e reler. Filme? Vou repetir várias e várias vezes, amo filmes, mas não atingiu minhas expectativas. Ainda sim, assistam. Isso não acabou. 

Autor: Veronica Roth
Editora: Rocco
Onde comprar: Saraiva | Americanas | Submarino

Um comentário:

  1. A trilogia no cinema acabou sendo bem decepcionante - principalmente o terceiro filme, na minha opinião. Assim como você, eu adorei o primeiro! Achei que foi uma ótima adaptação, mesmo com as mudanças. A partir de "Insurgente" tudo começou a piorar. Uma pena!
    Beijos,
    Oi!
    Eu não sou tão fã da Scarlett, mas gosto bastante dos filmes que ela faz! Não conhecia esse filme sobre o SAT e fiquei bem curiosa! Também não conhecia o diário de uma babá, fiquei curiosa!
    Adorei a listinha!
    Beijos,
    Déia
    Own Mine

    ResponderExcluir

Adaptado por Isabelle Felicio

Tema Base por Butlariz