27 de abril de 2016

Uma série que amo mas acabou | Por Mariana Fialho

Oi, gente! Sou a Mariana, dona do blog Coisinhas Aleatórias, e hoje quem vai fazer o post sou eu. Conheci a Isabelle - e o projeto - no grupo Daydream, do Facebook (acho que vocês já viram o selo lá no meu blog). Enfim, é um projeto onde convidamos uma blogueira e falamos sobre um assunto em comum nos nossos blogs. No caso, resolvemos postar o que escrevi aqui, e o que ela escreveu no meu blog.

A princípio queríamos falar sobre livros, mas temos gostos um tantinho diferentes. Aí, conversando, descobrimos que Revenge é uma série que nós duas amamos - e, por acaso, foi a única que terminamos de assistir. Uma frase (dada no grupo) que vai guiar meu post é: "Uma série que amo mas já acabou". Por que eu amo Revenge e não queria que tivesse acabado?
Mas antes de citar meus motivos, acho que vocês precisam conhecer a história.

Tudo começa com uma moça chegando nos Hamptons - um local onde apenas pessoas muito ricas vivem, que fica em Nova Iorque - e se instalando na casa vizinha à da família Grayson, que é muito poderosa.

Essa moça, Emily, não vai morar ao lado dessa família por acaso. Ela quer se vingar de algo que aconteceu há muitos anos, mas que mudou sua vida drasticamente.

Se quiserem saber um pouco mais, assistam esse trailer da 1ª temporada:


Ok, sei que foi um resumo básico, mas quero que vocês se surpreendam como eu me surpreendi a cada cena, a cada episódio. E embora pareça que é "mais uma história sobre vingança", Revenge não é. É muito original, e quando algumas coisas decisivas acontecem você pensa: "mas o que vão colocar aí para ter mais uma temporada?".

Assistindo, você percebe que a série fica cada vez mais incrível, não deixa nenhum fio solto e te deixa desesperado para assistir mais episódios. Simples assim: "vão colocar" tudo e mais um pouco, sem deixar a série cansativa ou fugir do foco.

Ah, e sabe por que mais eu recomendo Revenge?
Porque é uma série em que você torce para os vilões e ao mesmo tempo não. Deu pra entender? Deixa eu explicar: a própria Emily não é nenhuma mocinha boa. Ela faz coisas bem cruéis, mas mesmo assim queremos que ela consiga o que quer. Você não consegue deixar de torcer por ela, mesmo com todas as atrocidades que ela causou com quem a afetou direta ou indiretamente.
Ou então a Victoria, que não presta mas é uma diva. Se você assistir vai entender exatamente o que quero dizer. E olha, não sou a única: minha irmã tem a mesma opinião que eu, e a Isabelle disse algo parecido lá no Coisinhas.
E vocês sabem que não é qualquer série que faz isso com a gente, né?

Por fim, um último motivo, mas não menos importante é que assistir Revenge num dia frio, com minha manta e meu cappuccino não tinha preço. Pena que acabou. :'(
Mas, como a Netflix linda e maravilhosa tem todas as temporadas (inclusive foi lá que assisti), dá pra rever algum dia. <3

Vou terminar o post com essa frase (presente na série) que a ilustra muito bem:

"Antes de embarcar em uma vingança, cave duas covas." - Confúcio 504 a. C. 

Me contem o que acharam do projeto, do post, de tudo... E não se esqueçam de conferir o que a Isabelle escreveu lá no meu blog!
Beijos,
Mariana *-*

2 comentários:

  1. Uau, eu também terminei de assistir revenge, assisti pela Globo, era agoniante, eu ficava ansiosa pra saber o que ia vir no outro dia. De fato torci o tempo todo por Emily e Victoria seus looks são de arrasar. Simplesmente amo essa série. Esse projeto é maravilhoso, amei. Parabéns

    Taynara Mello
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era assim mesmo! Não tem como não gostar delas, né? <3
      Que bom que gostou do projeto, podemos fazer isso mais vezes *-*
      Beijos!!

      Excluir

Adaptado por Isabelle Felicio

Tema Base por Butlariz