13 de maio de 2016

Resenha: Azul da cor do mar

Foto: New Romantic
O livro começa com a Rafaela de 11 anos, relatando como eram suas férias em Iriri, em Espírito Santo. Ela era a mais nova dos 4 irmão, sendo a única mulher, ou seja, protegida e também, perturbada por eles. O que mais acontecia era ela ficar na casa da praia enquanto seus irmãos se divertiam, já que ela não tinha com quem sair. A coisa mais emocionante do seu dia era quando via o garoto da mochila xadrez, um menino, aparentando ter 14 anos, passava em frente a casa. Ela não conseguia ver seu rosto, não sabia nada sobre ele, mas todo dia o observava. Não pensem que com 11 anos ela estava apaixonada, só queria desvendar o mistério que era aquele garoto. O que carregava na mochila? Por qual motivo estava sozinho? Então um dia ela foi andar pela praia com sua avó, quando a avó encontrou uma amiga e começaram a conversar. Rafaela apenas se distrai e caminha para molhar os pés na praia e … vê o garoto. A cena se passou assim: ele pegou um envelope que estava na mochila, mergulhou no mar e saiu sem o envelope, pegou suas coisas e deu de cara com Rafaela. Ela notou seus olhos azuis, virou a cara com vergonha e quando olhou de novo era tarde demais. 

Não tornou a ver o garoto novamente, mas nutriu secretamente por 10 anos um fascínio por ele, escrevendo um diário desde que tinha 11 anos até os seus atualmente 21, praticamente todos os dias. 

Ela é uma moça centrada, com valores, muito inteligente e apaixonada por jornalismo investigativo. Está prestes a se formar em Jornalismo e logo no começo ela está na sala de espera da Folha de Minas, esperando ser entrevistada para ser estagiária. Sim, ela passou, vai para sua área preferida, no jornal que ela queria, porém, logo no momento da entrevista, ela é apresentada ao seu mentor, e se assusta com a personalidade grosseira dele, Bernardo. 
Acontece que ele é uma pessoa muito rude, grosso, chato e muito irritante. Ele a destrata um pouco, mas Rafaela é forte, apesar de muito desastrada, quando eu digo muito eu realmente exagero. Entretanto, ainda que houvessem poucas conversas civilizadas entre eles, ela aprende bastante com seu profissionalismo e técnicas. E mesmo com todas as brigas e discussões, ela, inconscientemente, sempre se negando, nutre uma paixão por ele (isso não é spoiler porque é uma coisa muito explícita entre a leitura). O que será que acontece hein? 

Ocorrem várias coisas interessantes na história, como também ocorrem coisas um tanto exageradas. O que eu gostei bastante foi a originalidade. Pelo menos para mim, já que não tinha lido nenhum romance cujo cenário fosse em meio ao Jornalismo, a correria, consequência de ter lido o livro em apenas um dia . Digamos que não foi o único motivo. Minha empolgação com a história também se deu pelo fato de eu estar adorando a minha primeira leitura brasileira de um livro young adult

São poucas as coisas que não gostei, como a repetição de coisas como “enésima” e “diga-se de passagem”. Também não gostei de ter tantas descrições exatas de vestuário. E muitas descrições deixaram o livro parecer uma das histórias escritas por garotas que eu lia em comunidades no orkut. Não que isso seja ruim, eu gostava disso, mas é aí que está a questão. Os escritores e leitores daquele tipo de história eram praticamente crianças, ou seja, mesmo não sendo, certas partes no livro apresentaram uma imagem infantil. 

Fora isso, eu gostei muito mesmo do livro, super recomendo. A história é maravilhosa, o decorrer dela é totalmente viciante, tem tensão sexual, tem reviravolta, tem muita coragem, cenas engraçadas, cenas apreensivas, é muita emoção. Fiquei parecendo uma louca ao ler, soltando gritinhos, falando sozinha, vibrando, chamando de burra, aquela coisa toda que todo mundo adora.

Autora: Marina Carvalho
Editora: Novo Conceito
Onde comprar: Saraiva | Americanas

14 comentários:

  1. Me identifiquei super,porque sou mega curiosa,quero ser jornalista,muitas coisas em comum.Sua resenha me deu muita vontade de ler o livro! E eu acho que Bernardo é o menino que ela via na praia, meu Deus que suspense!Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Nosssa me intrigou esse lance do envelope no mar e o garoto aparece novamente? Gostei me despertou a curiosidade apesar de não ser a linha de livros que gosto. Parabens!

    ResponderExcluir
  3. Acho que a primeira coisa que chama atenção no livro é a capa fofíssima <3
    Mas a sinopse também é muito legal! Eu sou apaixonada por jornalismo e quero muito ler outras histórias nesse meio (a única que li foi "No Mundo da Luna").
    Adorei a sua resenha *-* só atiçou minha curiosidade, hehe.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Eu posso dizer que quero ler esse livro. Amo romances e pelo que você falou a leitura é muito gostosa. Parabéns.

    www ocristaocriativo.com

    ResponderExcluir
  5. Lembrou-me Clark e Louis... Em papéis trocados. hahahaha
    Será que o jornalista rude era o guri da mochila??? E o que continha naquela carta largada no mar??? Só lendo pra saber, né?
    Adorei tua resenha e também me chamou a atenção a escritora ser brasileira.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  6. Parece mesmo uma história bem original. Também nunca li nenhuma que envolvesse o jornalismo e o modo com os personagens principais se encontram e se reencontram foi bem planejado pela autora. Desperta um interesse em quem lê a resenha :)
    Beijos

    www.juhlihipy.com

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bem? Já tinha visto sobre esse livro pela internet e fiquei encantada com a capa, é muito linda. Também não curto quando o livro é muito descritivo, acaba tirando a atenção do assunto principal, semelhante Garota exemplar, já leu? Ele é imenso, devido às descrições. Beijos, Érika <3

    ResponderExcluir
  8. Essa livro eu coloquei na minha lista de leitura e de compras, estou aguardando uma super promoção pra comprar muitos e muitos livros!!! Adorei sua resenha, gosto muito desse estilo... a gente acaba se envolvendo com a história no decorrer da leitura, parabéns pelo seu blog! Beijos :*

    ResponderExcluir
  9. Adoro história assim, já fiquei em envolvida só pela sua resenha <3
    vixeemenina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Nossa sua resenha é muito boa e detalhada! Adorei, vou procurar o livro aqui na minha cidade para ler. Me despertou total interesse. Adoro historias com reviravoltas!
    Seu blog é lindo! Parabéns.
    Beijokas <3
    WWW.THAYMINDA.COM

    ResponderExcluir
  11. Já quero ler. Vi tanta coisa sobre esse livro nas redes sociais e quando vi que se passava inicialmente em Iriri me interessei, também passei muitas férias lá. E também adoro um romance então quero muiiiiito ler.
    A capa é muito fofa! Estou esperando uma promoção haha.

    ResponderExcluir
  12. Suas resenha são as melhores, Isa! Parabéns!
    Mas vamos ao livro. Eu compraria ele só pela capa (achei muito bonitinha), mas acho que não iria gostar da historia. Pode ser que se eu começar a ler, mas pelo que você falou achei legal e tal... mas não despertou interesse!
    Beijão

    ResponderExcluir
  13. Faz um tempinho que paquero esse livro. A história me lembrou um pouco "Primavera Eterna". Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bom? :D Nossa, eu adorei a resenha! Eu fiquei super curiosa sobre o desenrolar da história, socorro! Parabéns!
    E eu acho muito bacana pessoas que escrevem diarios (vulgo a prsonagem). Pena que ele a destrata, acho que perderia toda a magia para mim.
    beijos!

    Himitsu
    Otome tea time

    ResponderExcluir

Adaptado por Isabelle Felicio

Tema Base por Butlariz