09/11/2016

Resenha | Harry Potter (5 a 7)


Já finalizei a leitura a semanas e ainda não consegui superar, ler outros livros está quase impossível porque minha mente continua em Harry Potter. Uma das coisas que não me ajuda a seguir em frente é não conseguir vir aqui e terminar de falar sobre o que comecei. Podem acreditar, tá difícil. Nada que eu fale aqui vai se comparar com a qualidade (sério que estou usando a palavra qualidade?) dessa obra prima (melhorou!).
O quinto livro era o que eu mais estava ansiosa para ler, porque de todos é o meu filme preferido. E acho que tinha razão, o livro também se tornou meu preferido. É bem difícil falar individualmente de todos porque todo mundo conhece a história e eu quero falar do meu sentimento enquanto lia. Pode ter certeza que o sentimento lendo A Ordem da Fenix foi raiva, muita raiva. Aquela Dolores é uma maldição. E ao mesmo tempo que eu a odiava imensamente, eu criava um afeto maior ainda pela história, principalmente com o final... Dumbledore falando o porque de ter escondido coisas do Harry e dizendo que não havia feito isso antes por medo, por amor, que nunca sonhou se sentir tão responsável por alguém, como um pai (rolou lágrimas). Ah, também foi aqui que declarei em voz alta meu amor pela McGonagall, amo essa mulher.
Não posso menosprezar nenhum dos livros. O Enigma do Príncipe foi absolutamente INCRÍVEL. O filme deixa muitos vácuos, muitas coisas em aberto. Como chegaram a tal lugar? Como isso aconteceu? O bom de ler é que todas as lacunas são preenchidas, e o EP respondeu minhas perguntas. Eu estava adorando as aulas do Harry com o Dumbledore, amando descobrir todas aquelas coisas sobre a vida do Voldemort, coisas que os filmes não nos contam completamente.
O último livro tem que ser considerado o preferido mundial, não dá, tem que ser. Só assim a gente pode escolher um outro preferido sem sentir culpa. Vocês não acreditam com o quanto eu chorei com ele, sério. Praticamente a cada capítulo tinha uma coisa pra me derrubar. O que mais me marcou mesmo, uma coisa que contei a toda e qualquer pessoa que estava perto de mim e eu tinha conhecimento que ela gostava ou pelo menos sabia o que era Harry Potter, foi a história do Monstro. Nossa, chorei MUITO! E as atitudes dele depois de contar tudo me amoleceram demais... antes eu odiava essa criaturinha e com razão, já que foi por causa dele que o Sirius morreu.

Enfim, as Relíquias da Morte provavelmente o que mais teve impacto sobre mim, que mais me revelou coisas, com mais ação, emoção, mais tudo. Harry Potter é com certeza a melhor história que já li na vida, a mais criativa, bem escrita e todos os adjetivos bons existentes no dicionário.

E depois de ler mais de 3.000 páginas eu só consigo pensar: quando vou ler de novo?


2 comentários:

  1. ADOREI, Amos os livros dá tia J.K. e amo Harry Potter.
    sua resenha ficou ótima, assim como as fotos haha Um fundo clean é tudo na hora de fotografar livros.
    E por falar em HP estou super animado para assistir os animais fantásticos e onde habitam <3 você vai ver?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada ♡
      VOU SIIIMMM! Nossa, to super ansiosa.

      Excluir

Adaptado por Isabelle Felicio

Tema Base por Butlariz