14 de dezembro de 2016

O que aprendi com The Kiss of Deception

Quem já leu The Kiss of Deception sabe que, além da Lia ser uma Princesa fugitiva, ela também é a Primeira Filha da Casa de Morrighan, e segundo os Textos Sagrados isso significa que ela nasceu com o Dom. Ela não liga muito pro Dom, na verdade, ela sabe que não nasceu com ele e teve muita prática em ignorá-lo. 
Mais a frente na leitura ela conhece a velha Dihara, uma nômade que parece ter conhecimento de tudo. A velha começa a ensiná-la o pouco que sabe sobre o Dom, e o mais interessante dessa situação é que, mesmo que seja uma história fictícia, se você analisar as palavras e interpretá-las, você vai descobrir que também tem o Dom, que na verdade todos nós temos.
"O dom deveria simplesmente vir até nós, não é?"
"Ler veio simplesmente do nada para você? Ou precisou devotar algum esforço em relação a isso? A semente do dom pode vir, mas uma muda que não é nutrida morre rapidamente."
Esse foi o trecho que li e que a ficha caiu. 

Todos temos um dom dentro de nós, por mais simples ou inconveniente que ele seja. Eu não aperfeiçoei meu dom de nadar, nem de falar em público ou de desenhar, mas eu nasci capaz de fazer todas essas coisas. E porque a gente não dá uma chance pra desenvolver esses nossos dons? O que nos impede? Quantas vezes você reclamou por não saber fazer tal coisa, por se sentir inútil enquanto tudo que você deveria ter feito era simplesmente ter tentado?

Na história, Lia questiona sobre os Deuses e mais uma vez Dihara responde com sabedoria.
"Olhe ao seu redor, menina. Que árvore da floresta eles não criaram? Eles estão onde você escolher por vê-los."
Lia teve uma reação que muitos de nós teríamos, questionar onde está Deus. Para mim, a maior falha humana é de sempre querer culpar alguém pelos nossos problemas. Aparentemente, a maioria de nós sempre culpa Deus. Onde Deus estava quando isso aconteceu? Para essa resposta, leia o trecho acima novamente

É justamente por isso que eu amo tanto os livros. Todos eles têm uma lição a nos ensinar, tal essa que pode ser interpretada de diferentes maneiras por diferentes pessoas.




10 comentários:

  1. nossa, isa, que post incrivel! amei e concordo muito com sua colocação. é claro que muitas vezes existem impedimentos, mas nós podemos sempre evoluir <3

    ResponderExcluir
  2. É verdade, os livros sempre nos trazem uma lição, mesmo os mais simples...Amo ler e essa é das coisas que me fazem gostar rs

    Momento com Thaisa

    ResponderExcluir
  3. Eu concordo, muito boa essa citação do texto que deu. Não conhecia essa história, muito interessante. Não devemos culpar os outros pelas coisas que fazemos de errado, afinal, foram nossas escolhas. BJs

    ResponderExcluir
  4. Amei essa resenha. Estou a um tempinho olhando para esse livro me perguntando se devo ou não passa-lo na frente das leituras. Mas, você me convenceu. Será o próximo da lista.

    ResponderExcluir
  5. A princípio achei que por falar de dom, seria uma história cheia de idas e vindas na qual eu certamente me confundiria, mas essa comparação com nossa realidade parece fantástica. Amei o trecho da comparação com a leitura e com a prática que temos de ter para nos aperfeiçoarmos. Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Que post maravilhoso ♥
    Eu amo com todas minhas forças a série crônicas de amor e ódio! A lia é uma personagem tão forte e que me faz refletir a cada frase ♥
    Adorei demais!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. adorei a história falar de dom, e do livro dar uma motivação pra nossa vida, as vezes as oportunidades e vocações estão ao nosso redor e não as percebemos, precisamos daquele empurrãozinho!

    beijos!

    ResponderExcluir
  8. Nossa, amei!! Amo livros que nos fazem refletir... Já quero ler ele.
    Parabéns pelo blog.
    Grande beijo! <3

    ResponderExcluir
  9. que ensinamento inspirador *-* eu realmente adoro livros que trazem lições, mas nunca havia ouvido falar desse.
    acho incrível isso: conseguimos fazer de tudo se praticarmos e acreditarmos em nós <3
    beijos.

    ResponderExcluir
  10. Ótima comparação. Muito legal! Esse livro é maravilhoso, lindo e perfeito rs <3 Estou em uma ansiedade só para ler o 2 - The heart of betrayal.
    - Nuwem Feminina

    ResponderExcluir

Adaptado por Isabelle Felicio

Tema Base por Butlariz