24 de maio de 2017

Resenha | A Prisão do Rei

Enrolação. A palavra que eu mais pensei enquanto lia esse livro. E isso não quer dizer que ele foi horrível, quer dizer que ele poderia ter sido incrível, a autora criou um mundo muito bom, uma enredo legal, mas não fez o seu melhor com ele.

Esse é o terceiro livro da série que na minha humilde opinião poderia e deveria ter sido o último. O segundo livro também enrolou bastante, mas achei que ia acabar no terceiro. Me enganei. Só vou continuar a ler mesmo porque quero saber o que a autora vai fazer para concluir a história.

Mare foi presa por Maven, o Rei de Norta, perturbado após a morte da mãe. Acho que não por sentir falta dela, mas por sentir falta das lembranças e sentimentos que ela arrancou da mente dele, por se dar conta que não sabe quem e que não ama ninguém. Mare é sua obsessão, alguém que ele pensa que ama, que se sente conectado e que quer manter perto a qualquer custo.

Por sua vez, Mare está ficando louca naquele lugar. Os guardas que a prendem são silenciadores, além das algemas de pedra silenciosa a deixando fraca, e mesmo com a esperança no fim sabe que precisa fugir. Maven a está usando para mentir para a população, degradando a imagem da Guarda Escarlate e trazendo sanguesnovos para o lado dele. 
Ela não tem nenhum contato com vermelhos, passa o dia no quarto ou acompanhando o Rei nas suas tarefas em frente as câmeras. Maven é esperto, e ele está fazendo de tudo para sua imagem ficar boa para a população, principalmente os vermelhos. E ele tem uma carta na manga para isso, uma jogada de gênio que vai tornar tudo politicamente difícil para a Guarda. 

A história tem seus picos, com partes cheias de ação que nos fazem querer só ler e nada mais. As lutas são épicas, afinal a gente quer saber se os vermelhos realmente podem contra os prateados, tratados como deuses durante todas as sequencias. O livro tem partes bem emocionantes por conta das traições das Grandes Casas e pelas descobertas de novos poderes dos vermelhos.

Mas, como já falei no começo, foi muita enrolação, muita descrição, trechos, pensamentos e até capítulos desnecessários. A autora poderia muito bem ter reduzido os livros e finalizado nesse. Mas nem por isso eu vou deixar de ler o último livro, que será lançado próximo ano, afinal ela criou um universo incrível e desejo muito saber a conclusão.

Autora: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Onde comprar: Amazon | Submarino | Saraiva


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adaptado por Isabelle Felicio

Tema Base por Butlariz