17 de janeiro de 2018

aleatoriedades

Encontrei essa tag no Literalize-se, um blog maravilhoso que eu encontrei a pouco tempo e fiquei apaixonada pelos posts da Gislaine. A tag consiste em completar esses inícios de frases com coisas pessoais, e penso que é a oportunidade perfeita para que vocês conheçam um pouco mais de mim.
 Eu sou completamente viciada em elfos. Assisti Senhor dos Anéis pela primeira vez no começo de 2017, me apaixonei pela Arwen e pela Galadriel. E esse foi o início do meu vício. Logo em seguida comecei a ler os livros de Trono de Vidro e realmente me apaixonei pelo Rowan. Depois li Corte de Espinhos e Rosas e Rhys se tornou meu novo mozão literário. Então assisti os filmes do Hobbit e nem consigo explicar o quanto eu amei a Tauriel. E foi assim que eu quis me tornar uma elfa, depois de tantos personagens incríveis entrando e ficando na minha vida.

✦ Eu não suporto cólica. Talvez essa resposta seja influenciada pelo meu dia de hoje, que foi basicamente de muita dor. Mas a realidade é que eu odeio essa dor, odeio o quanto ela me deixa fraca, vulnerável, sentimental, enjoada e precisando de cuidados. 

✦ Eu nunca bebi nada alcoólico. Sempre digo que aprendi muito com o erro dos outros e me sinto muito evoluída ao falar isso (apesar de não ser tão evoluída assim). Eu via as pessoas ao meu redor bebendo e fazendo muitas bobagens, e ainda criança decidi que nunca ia beber esse tipo de bebida. Acabei criando nojo até do cheiro dessas bebidas e realmente nunca tive vontade de provar.

✦ Eu já assisti High School Musical mais de cem vezes. Amo repetir filmes e ainda estarei repetindo esse filme quando for bisavó, cantando junto com meus bisnetinhos. 

✦ Quando criança fui atropelada por uma moto. Estava brincando de esconde-esconde, era a última a ser encontrada se não me engano, e ia salvar todos os meus amigos. Então corri para atravessar a rua e bater na marca e pff, aconteceu. Tinha uma combi bem no meu campo de visão, então não vi a moto chegando. Desmaiei na hora (a única vez que desmaiei na vida) e só acordei um tempo depois, com minha mãe em prantos em cima de mim e todos os meus amigos e outras pessoas em volta. Mas não fiquem preocupados, eu acho essa uma memória bem engraçada na verdade, principalmente quando minha mãe conta a maneira que minhas amigas a avisaram. E assim que minha mãe me disse "vamos pro hospital" eu levantei do chão e tentei fugir, mesmo toda machucada. Costumo rir muito disso hoje em dia.

✦ Neste exato momento estou ouvindo So close pela milésima vez nesse dia. Essa é uma música linda, que se combinada a cena do filme (Encantada) fica mais linda ainda. Essa cena sempre me deixa emocionada e chorosa. Amo assisti-los dançando, encarando um ao outro com tanto amor no olhar. É uma das minhas cenas preferidas do cinema.

✦ Eu morro de medo de gafanhotos e mariposas. Mas não é só medo, é pânico, de ficar suada, ansiosa, passar mal, entrar em desespero, chorar. Esse medo engloba insetos no geral, mas esses dois são os piores pra mim.
✦ Eu sempre gostei de papelaria. Sempre amei cadernos e canetas, e até hoje são minhas coisas preferidas de papelaria. 

✦ Se eu pudesse viajar agora para qualquer lugar do mundo iria para a Irlanda. Sou completamente apaixonada pela beleza natural daquele lugar. E ainda realizaria um dos meus maiores sonhos, que é conhecer um castelo medieval e me sentir imersa nessa época, e eu sei que minha imaginação não me deixaria na mão e me colocaria no meio de uma história fantástica. Amo demais. 

✦ Fico feliz quando tenho as pessoas que eu mais amo comigo. Meus momentos mais felizes sempre incluem toda minha família do lado. 

✦ Se pudesse voltar no tempo não mudaria nada, agradeço muito por tudo que vivi, inclusive os perrengues. Sou muito feliz hoje, e não arriscaria mudar um dia sequer se isso pudesse alterar o meu hoje.

✦ Adoro assistir filmes e desenhos. Sou mais adepta aos filmes do que séries, apesar de acompanhar alguns animes e séries antigas da disney. E amo reassistir coisas, sempre vejo tudo de novo com a mesma emoção e empolgação da primeira vez.

✦ Eu preciso aprender a fazer desenhos digitais. Tenho muitas ideias legais de freebies, coisas que eu queria dar uma identidade visual completamente criada por mim, mas não consigo fazer essas coisas incríveis ainda. Na verdade, eu preciso aprender a desenhar, melhorar meus desenhos atuais, que são bem medianos, e depois passar pro próximo nível. É algo que eu realmente quero muito fazer.

✦ Não gosto muito de frutas e verduras. São poucas as frutas que eu consigo comer, e verdura é basicamente nenhuma. 


15 de janeiro de 2018

Resenha | Entre Cabras e Ovelhas

A Sra. Creasy é uma mulher bondosa, carismática e inteligente. Ela conversa com todas as pessoas da vila e sempre está para quem precisar, qualquer um. Óbvio que a vila inteira ficou em polvorosa quando ela desapareceu, sem nem levar os sapatos. 

É quando Grace e Tilly entram em ação. Elas decidem que vão procurar Deus durante as férias de verão, com a esperança de que, se O encontrarem a Sra. Creasy não estará mais desaparecida. E saem pelas casas da vila, conversando com os moradores, tentando entender se eles são cabras ou ovelhas, se Deus está ali. Em contrapartida, elas acabam percebendo uma quantidade considerável de mentiras e segredos escondidos.

Esse livro inteiro tem uma ligação de várias pequenas frases, que talvez tenham um tom de ironia, mas que são como uma pancada no meio do peito. Elas são lançadas a nós pouco a pouco, e a conexão que cada uma tem uma com a outra é o que causa o impacto. As descobertas. Porque é um sarcasmo inteligente. Uma palavra, que se for lida com desatenção, pode te fazer perder muita informação sobre a vila, os personagens e os segredos que eles escondem.
A história se passa no verão de 1976, em tempos tão quentes que tudo que as pessoas faziam era culpar o calor por tudo, inclusive o desaparecimento da Sra. Creasy. A essa época as pessoas julgavam outras pessoas por suas diferenças ainda mais do que hoje em dia, e isso é a maior lição do livro. Há uma reflexão muito intensa sobre Deus, Jesus, sobre o motivo pelo qual ele morreu. E a mesma medida que as pessoas da vila são muito entendidas desse assunto, elas praticam com outras pessoas que não tem as mesmas opiniões coletivas que eles as mesmas coisas que fizeram com Jesus. 

Não acho que esse seja um livro religioso, não mesmo. Mas com a simplicidade da narração de uma criança muito esperta nós entendemos que não se deve julgar quem é diferente. Muitas vezes esse julgamento estará errado, e você vai se arrepender das suas escolhas baseada em achismos, ou em mentiras e fofocas. E no caso da vila o erro foi bem grande.

O mais incrível é que a autora testa os leitores, trazendo um personagem muito julgado por toda a população local, que aparentemente fez coisas ruins e por isso é tratado muito mal. Ela nos deixa na dúvida quanto ao personagem, sem realmente confirmar essas coisas ruins sobre ele até o final, nos fazendo julgá-lo, para o bem ou para o mal. Ela nos põe para praticar os ensinamentos do livro durante a leitura e isso é sensacional, e super importante para a compreensão do todo.

Autora: Joanna Cannon
Editora: Morro Branco
Onde comprar: Amazon | Saraiva



12 de janeiro de 2018

TBR | Jornada MLV

A maratona literária de verão desse ano está com o tema mais incrível de todos. O Vitor criou todo um clima medieval, criou dois reinos, com quatro cidades cada, e cada uma delas representa um tema. Galtero, o que eu escolhi, é o reino dos guerreiros. E Arcania, dos magos, bruxos e pessoas que lutam com magia. Eu meio que estou num meio termo, pois sou uma elfa, e apesar de usar magia, gosto muito de lutar com meu arco e flecha. 
Como sempre, escrevi minha tbr no bullet journal. Amo fazer esses designs, sem falar que é uma memória bem legal pro futuro. Esse mapa foi criado pelo Vitor e cada cidade representa um tema. Amo tudo que é medieval, amei esse mapa, amei o simbolo de Galtero, e amei fazer tudo isso no meu caderno, apesar de não ter ficado satisfeita com aquele leão.
Baltivéria - Livro de um autor popular
Escolhi Nicola e o Visconde da Meg Cabot. Essa é uma autora super popular, e acho que é uma boa escolha para a maratona. Com certeza é de uma história leve, engraçada e fluída. Sinceramente, acho que essa vai ser minha primeira leitura.
Tresâmia - Livro comprado em uma promoção
Roubei um pouco na escolha desse livro, pois não o comprei em uma promoção, mas recebi da editora. Incrivelmente não tenho livros não lidos que se encaixam nessa categoria, então peguei Treze para encaixar nesse tema e vamos fingir que nada aconteceu.
Sombra do Corvo - Um livro que parece que só você conhece
God of War. Nunca na vida eu vi alguém falando desse livro. Meu marido gosta muito do jogo e passou esse gosto para mim. Faz um tempo que ele está parado na estante e eu quero muito tirar da lista de não lidos.

Montevano - Um livro que você tem medo de ler
Não encontrei nenhum livro que se encaixa aqui, apenas um, porém ele não chegou ainda. Quem sabe chega antes do fim da maratona. Por enquanto, vou repetir um dos títulos já escolhidos aqui na lista, o próximo na verdade, e dizer que tenho medo de lê-lo por achar que não vá gostar.
Favor do Rei - Um livro que não seja de autor brasileiro nem americano
Escolhi O mistério da estrela do Neil Gaiman, britânico. Sou completamente apaixonada pelo filme e quero muito ler esse livro. Ouvi alguns comentários de pessoas que não gostaram do livro e por isso fiquei com um pouco de receio. Mas vou na fé de que livros são sempre melhores que o filme.
Favor da Rainha - Um livro indicado por um booktuber
Muita gente indica os livros da Jennifer E. Smith, principalmente aquele do nome bem comprido, que por sinal é realmente maravilhoso. Dei uma roubada no tema, pois não tinha na estante algum livro indicado por booktuber na estante que eu quisesse ler, então escolhi Olá, adeus e tudo mais com a mentalidade de que todos indicam os livros da autora. Faz sentido? Vai ter que fazer haha

Quem aí vai participar? Quais os livros que vocês escolheram?


6 de janeiro de 2018

6 on 6 | Resoluções

Não é segredo para ninguém que eu sou apaixonada por fotos, por congelar momentos, reviver lembranças boas. Então, cá estou eu participando de mais um 6 on 6. Gosto de aproveitar esses projetos para registrar as melhores coisas da minha vida.

O tema de janeiro é bem abrangente, e eu amei fotografar tudo, apesar de ter tido algumas dificuldades no começo. Tive que colocar em forma de imagens as minhas resoluções, e agora, com tudo pronto, estou apaixonada por cada uma delas.
Em 2017 eu aprendi muito comigo mesma e com meu marido, e só consegui amá-lo mais e mais. Minha maior resolução é ter milhares de momentos como esse da foto, cheios de amor. É passar meia hora falando das histórias dos livros que eu li para alguém que não gosta nadinha de livros, mas que te escuta sempre e até opina algumas vezes, porque te ama. Ou tentar jogar os jogos que ele mais gosta, mesmo não tendo nenhuma destreza ou coordenação motora. É se doar por amor e ser feliz demais com cada momento assim.
Um dos meus maiores sonhos, que provavelmente também é o sonho da maioria dos leitores, é ter uma biblioteca em casa. Ano passado, em um dia de limpeza da estante eu pensei, "e se eu separasse os livros que eu não quero reler?". Fiz isso e percebi que tinha um número considerável de livros que eu não gostei na estante, e nem sei porque eu os mantinha aqui. Esse foi um dos aprendizados de 2017 que mais valorizo, algo que nunca achei que seria capaz de fazer. Imagine, vender meus livrinhos? Conquistados com tanta dificuldade. Se não fosse isso com certeza eu teria chegado finalmente aos 100 livros em casa, e essa sim é a conquista que quero obter. Quero chegar aos 100, 200, quero ter muitos livros, respirar livros, amar meus livros, mas com aquele aprendizado sempre em mente, e ter só os meus preferidos, aqueles que me dão vontade de reler.
O pôr-do-sol é a minha maior paixão, me encanta a ponto de me fazer chorar. E eu sei que temos uma flor absolutamente linda ilustrando essa resolução, e ela está aí para mostrar o quanto eu aprecio esses momentos, que aparentemente são simples, mas que me deixam cheia de sentimentos bons. Você já viu um nascer do sol da praia? Por favor, coloque isso na sua lista, é um momento mágico. Eu quero viver mais momentos assim (sem chegar perto de insetos por favor pois tenho fobia), ver a beleza da natureza e aproveitar ao máximo as criações mais lindas de Deus. Ah, e agradecer muuuito!
Ganhei essa fofura no bingo de natal da família. É um brinquedo normal, que eu poderia ter dado tranquilamente ao meu irmão, porém achei que ele ficaria incrível na minha estante, e estava certa. Algo que eu quero muito fazer esse ano é encher minha estante de toys, seja de papel ou não, seja de marca (o que eu acho bem difícil pois não tenho coragem de pagar caro em toys) ou não. Não faço muita distinção de marcas, se for um personagem que eu amo e ele estiver de boa identificação, vou comprar. Inclusive, quase comprei um Piccolo hoje. Se alguém quiser me dar um Itachi de presente, aceito 
Voltando para a leitura, quero finalmente reler meus livros preferidos. Então tem Trono de Vidro na lista, com certeza, Harry Potter, Corte de Espinhos e Rosas (nem li o último ainda e já quero reler). Pensar em reler esses livros, em estar novamente nesses universos, me deixa muito empolgada. Mal posso esperar.
Aprendi muita coisa em 2017, e até senti que me tornei uma pessoa melhor. Passei a procrastinar menos, realizar mais, realmente fazer alguma coisa pelo que eu quero. E sinceramente, acho que isso se deu por conta do uso constante do meu bullet journal, ou seja, da minha organização diária. Fiquei bem orgulhosa de mim quando percebi todos os aprendizados que obtive e quero continuar me organizando sempre para realizar ainda mais.

Confiram também as fotos e resoluções das participantes mais legais da blogosfera: Luana, CamyliEvaVanessa e Kammy. E me contem nos comentários, quais suas resoluções para 2018? Façam fotos, registrem momentos incríveis, vocês não vão se arrepender.


3 de janeiro de 2018

Chegou por aqui | Dezembro

Um novo ano chegou, mas eu não podia deixar de mostrar as coisas que chegaram por aqui no mês anterior. A Galera Record me enviou alguns livros, os quais estou ansiosíssima para ler, e também recebi uma carta cheia de amor da pessoa mais fofa-trevosa desse universo, Luana.
Li outros dois livros da autora e gostei muito de como as histórias que ela escreve fluem, é uma leitura rápida e gostosa. Mal posso esperar para começar a ler Nicola e o Visconde, tenho a impressão de que será uma história bem engraçada. Dei uma leve olhada pela sinopse do livro e não lembro bem do que se trata, as vezes gosto de fazer disso uma surpresa. 
Solicitei Ruína para a Galera e acho que vocês podem imaginar o motivo. Sinceramente, olhem bem para essa capa. Que coisa mais linda, quanto detalhe incrível. A achei sensacional, e o leria com certeza por causa da capa bonita. Mas, dei uma olhada na sinopse, e apesar de não lembrar mais do que a história se trata, lembro de que fiquei intrigada a ponto de desejar lê-lo, e é o que vou fazer em breve.
Li todos os outros livros da autora, gosto demais da forma como ela escreve e deixa tudo leve. Ela transforma coisas que seriam casuais em momentos fofos e românticos. A Probabilidade Estatística do Amor a Primeira Vista com certeza é o livro mais fofo de todos os tempos, e por causa dele eu devorei tudo da Jennifer, porém me decepcionei um pouco, já que nenhum chegou aos pés do melhor livro dela. Então, estou apostando todas as minhas fichas nesse novo livro, espero muito gostar dele e também espero que ela não quebre meu coração no processo.
Uma coisa pela qual me senti muito feliz em 2017 foi finalmente ter começado a trocar cartas, que era algo que eu queria fazer desde criança. A Luana é minha primeira correspondente, e a pessoa para quem eu mais gosto de escrever. Espero tê-la como amiga por muito tempo.

É isso, essas foram as coisas que me fizeram muito feliz em Dezembro <3


Adaptado por Isabelle Felicio

Tema Base por Butlariz